Falso

Domingo, Janeiro 10, 2010 23:43

Round one:
Acordei e perguntei o que me aconteceu
Será que isto é o meu sonho ou já se tornou teu
Na frente sou o maior e palmadinhas nas costas
Quando não estou sou o pior e dizes que não gostas
Respeito ganha-se com feito não com o dinheiro
Só te interessa se o euro é verdadeiro
Falas em voz alta ou baixinho ou em cochicho
Vales zero, não passas de uma boca de lixo

Falso
Sinto que é falso
Não tens armas
Para mim

Round two:
Coisa feia a inveja
Quanto mais tu tens mais te servem na bandeja
Não me iludo, tenho um escudo, é à prova de tudo
Não confundas humildade com otário, eu não mudo
Se há coisa que me irrita é falsidade
Necessidade de falar da vida de terceiros
Sem quaisquer critérios de verdade
Só pra ter cinco minutos de notoriedade
Claramente uma debilidade
Frustração de quem não vence nesta sociedade

Falso
Sinto que é falso
Não tens armas
Para mim
x2

Deixe um comentário, ou faça um trackback através do seu próprio site.

Deixa um comentário